Joomla

Discurso da Acadêmica Neusa Bernado Coelho em favor de Wando Cunha, na Sessão Solene de entrega do Prêmio Ivo Silveira de Cultura - 2018, realizada no dia 17 de maio de 2018, na Cãmara Municipal de Paljoça.

Saudando a senhora Sonia Terezinha Ripoll Lopes, presidente da Academia de Letras de Palhoça, saúdo os demais integrantes da mesa, acadêmicos, autoridades presentes, convidados, senhoras e senhores.

 

Boa noite!


É com imenso orgulho e satisfação que participamos desta noite festiva.

Nesta data, a Academia de Letras de Palhoça, vem homenagear meritoriamente o artista plástico, músico cenógrafo e carnavalesco, Wando Cunha com o Prêmio Ivo Silveira de Cultura - edição 2018.

 Falar do Wando é falar da figura simples e carismática, da garra e determinação, que sempre o nortearam.

Wando Cunha nasceu em Laguna, Santa Catarina. Viveu até os 15 anos no Rio de Janeiro onde conheceu a arte através da sua escola de samba, a Ilha da Conceição de Niterói. Morou 4 anos entre o Acre e a Bolívia, há trinta anos está radicado em Palhoça.

Wando é um amante das artes se expressa através de diferentes manifestações artística: pinta, desenha, molda, entalha, compõe, canta, dança, enfim podemos dizer que é um artista múltiplo.

A arte é algo fascinante para Wando, esse artista renomado faz belíssimos trabalhos, suas obras inconfundíveis estão espalhadas por todo o Brasil e América do Sul, Europa e Ásia.

Em Palhoça durante há muitos anos foi responsável pelo cenário e decoração do criativo Natal Reluz, atração que encantou milhares de admiradores.

No tradicional Jornal Palhocense, Wando faz charge de humor na Coluna Zé Caranguejo.

Foi Carnavalesco das escolas de samba organizadas pela AFLOV (Associação Florianopolitana de Voluntários) e campeão nos concursos de fantasia de Santa Catarina durante quatro anos consecutivos, na categoria originalidade.

Wando também é cantor e compositor, gravou em Palhoça seu 1º CD Folha na Avenida, foi vocalista da banda Homem Tribal durante dez anos.

Wando criou a Banda Theatro dos Bonecos que associa música, arte e teatro, atualmente se apresenta em várias regiões do estado de Santa Catarina juntamente com seu filho Francisco.

Compositor da música “Estrela”, em homenagem à Ricardinho, cujo CD foi lançado na Guarda do Embaú onde morava o surfista. Numa das estrofes diz:

 

“Distante da Estrada do Mar

Mais Perto das ondas de Deus

Estrela que me faz lembrar

O destino que não era seu”!

 

Seu lema preferido é: “Acredito que a cultura seja uma porta fundamental para desviar o homem do caminho do mal”.

Wando Cunha, motiva o nosso reconhecimento pelo seu importante trabalho desenvolvido em prol da arte e cultura palhocense e catarinense.

Seu distinto nome foi escolhido, por unanimidade pelos acadêmicos da Academia de Letras de Palhoça, para ser o homenageado com o “Prêmio Ivo Silveira de Cultura” – edição 2018.

 

Muito obrigada!

 


Voltar

 
Parceiros
Banner
Banner
Seja nosso parceiro. ***Anuncie aqui.*** Fone:(48) 99968-4695