Joomla

Ney Santos

ACADÊMICO INFORMAÇÕES PESSOAIS E ACADÊMICAS PATRONO
NEY SANTOS

Nascimento: 22/09/1957
Naturalidade: Mondaí - Santa Catarina
E-mailEste endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Título: Poeta e escritor
Cadeira: 23
Posse: 28/09/2015

Veja também:

Discurso de posse
Panegírico
Livros
Poesias
Contos
Fotos
Imprensa
Áudio 

Vídeos


WOLFGANG LUDWIG RAU

xx/xx/1916

08/02/2009

CURRÍCULO 

Ney Santos, cujo nome de batismo é Alcionê Silveira dos Santos, nasceu na pequena cidade de Mondaí, extremo oeste catarinense, em 22-09-1957 onde viveu até 1966, tendo iniciado o curso primário no “Grupo Escolar Delminda Silveira”.

Acompanhando sua família, mudou-se para Florianópolis em 1966, onde concluiu o primário no “Grupo Escolar Edith Gama Ramos” e posteriormente, até a conclusão do secundário, no “Instituto Estadual de Educação”, onde passou a ter interesse mais profundo pela poesia.

Fez aulas de violão na antiga “Casa da Arte” em Florianópolis, entre 1975 e 1977.

Casou-se, em 1978, com Maria Vilma, com quem permanece até os dias atuais, tendo se radicado em São José-SC no ano de 1979.

Em 1980, participou do IV FUC (Festival Universitário da Canção) em Blumenau-SC, com a música “Momento”, de sua autoria, classificando-se entre as 30 de cerca de 160 concorrentes.

Após o nascimento do primeiro filho, Cassiano, em 1980, dedicou-se à atividade profissional como desenhista de estruturas de concreto armado. Constante produção poética e eventuais apresentações musicais em público.

Nascimento de sua filha Ana Carolina, em 1988.

Em 2005, edita pela gravadora “Usina do Som”, CD independente com músicas de sua autoria.

Aventurando-se por outras áreas, em 2008, participa, como ator coadjuvante, do curta-metragem “O Enfermeiro”, baseado em conto de Machado de Assis, onde vive um “coronel” doente, preconceituoso e mal-humorado.

Em 2014, foi agraciado pela Academia de Letras de Palhoça (ALP) com menção honrosa por sua participação no concurso “Veredas da Poesia”, com a poesia “Canto do sossego”.

Ainda em 2014, criou e mantém o blog “Memórias de Neon”, com postagens semanais de seus trabalhos, incluindo textos e fotos sobre moto-turismo, abrangendo, basicamente, os estados do sul do Brasil.

Em 2015, tornou-se membro da ACPCC (Associação dos Cronistas, Poetas e Contistas Catarinenses).

Em 28 de setembro de 2015, foi empossado Acadêmico pela Academia de Letras de Palhoça, passando a ocupar a Cadeira de nº 23, cujo patrono é Wolfgang Ludwig Rau.

 

 

Voltar

 
Parceiros
Banner
Banner
Seja nosso parceiro. ***Anuncie aqui.*** Fone:(48) 99968-4695